<$BlogRSDUrl$>

sábado, outubro 02, 2004

Super Dragões prometem recepção hostil a José Mourinho

José Mourinho pode esperar uma recepção hostil quando voltar ao Estádio do Dragão. A garantia é dos Super Dragões, na pessoa de Fernando Madureira (um dos líderes), após a inauguração, em S. Mamede de Infesta (Matosinhos), de mais uma loja da principal claque portista.

"Todos os portistas o deviam hostilizar. Nós tudo faremos para que ele se sinta em terreno inimigo", adiantou, sublinhando que o FC Porto tem muitas razões de queixa do treinador: "Mandou "bitaites" que não respeitam o nosso treinador, não festejou a Liga dos Campeões e entrou em rota de colisão com o nosso presidente, dizendo até ao fim que ficava cá."

Para além disso, há uma convicção forte que eleva o ódio por Mourinho: "Vai ser o próximo treinador do Benfica. Está a fazer-se a isso. Já no FC Porto estava sempre a estender-lhe uma passadeira vermelha e a elogiar. O Benfica é o nosso maior inimigo e tem de ser sempre maltratado."

A hostilização começou em Londres, com uma cuspidela, estória contada assim por Fernando Madureira, também presente em Stamford Bridge: "Ao sair do túnel, o Mourinho ia dirigir-se aos emigrantes. Eu perguntei-lhes se iam cumprimentar o futuro treinador do Benfica, que tão mal nos tem tratado. É aí que o Hélder vem por trás e cuspiu-lhe."

Segundo o dirigente da claque, nem a carta enviada à UEFA por José Mourinho, pedindo perdão para o FC Porto, merece crédito. "É tudo show-off. Ele é perito em fazer teatro. Quer lavar a cabeça aos portistas e dividi-los", diz.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?