<$BlogRSDUrl$>

quarta-feira, outubro 20, 2004

Já dá até ao fim!

Moralizados pela vitória na Luz, os campeões nacionais e europeus jogam hoje em Paris uma partida que pode ser decisiva sobretudo em caso de derrota. Fernández não deverá mexer em equipa que está a ganhar e terá pela frente um Pauleta que desta vez não será patriota

O treinador do FC Porto deixou, ontem, bem vincado na conferência de Imprensa, aqui em Paris, que a sua equipa já “é capaz de jogar 90 minutos ao mais alto nível”. Por essa razão, Víctor Fernández sustentou a ideia de que a resposta de todos os seus futebolistas será com toda a certeza a melhor no desafio de logo à noite com o PSG. “Estamos muito mais sólidos no nosso estilo de jogo”, esclareceu, frisando ainda que o rendimento colectivo está a crescer de semana para semana.

O espanhol mostra-se, pois, seguro de que a vitória será assegurada contra os franceses, um adversário que, na sua opinião, não está assim tão mal como se tem dito. “É preciso desconfiar sempre”, afirmou, deixando subentendido que já terá alertado os seus atletas para os perigos que essa situação encerra. “O PSG é uma equipa que apresenta uma proposta futebolística que me agrada: tem muito toque de bola”, assegurou, revelando, logo de seguida, que o seu problema é que “não está a ser eficaz e concentrada”. E apontou as razões: “Da última época para esta mudou muito. Entraram muitos jogadores e tudo leva o seu tempo; estou seguro de que à medida que o campeonato vai avançando será mais forte”, registou o prevenido Fernández.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?