<$BlogRSDUrl$>

quarta-feira, outubro 13, 2004

Dragões despidos

O esquema de segurança para o clássico foi delineado, ontem à tarde, em nova reunião entre o Benfica e a PSP. Os encarnados querem concentrar os azuis e brancos num único sector e sem material típico da claque. Pese as dificuldades, Luís Filipe Vieira tranquiliza os adeptos

Os dirigentes benfiquistas estão determinados a não deixar entrar, domingo, no Estádio da Luz, qualquer material habitualmente utilizado pelas claques portistas. Uma vez que Luís Filipe Vieira cumpriu a ameaça de não enviar bilhetes para o FC Porto, os encarnados entendem que não têm obrigação de facultar a entrada de objectos como bandeiras, tarjas ou fumos, os quais terão obrigatoriamente de ficar à porta.

Além disso, os encarnados pretendem que qualquer espectador que se apresente na entrada do estádio identificado como adepto do FC Porto seja encaminhado para um determinado sector. A ideia é concentrar todos os adeptos azuis e brancos na mesma zona do recinto, mesmo que os espectadores em questão tenham adquirido bilhete para outra bancada mais cara.

A principal preocupação dos dirigentes encarnados ao propor estas medidas é evitar encontros indesejados de adeptos rivais nas bancadas de forma garantir a segurança dentro e fora do estádio, tendo já comunicado estas ideias aos responsáveis da PSP. Aliás, decorreu, ontem à tarde, na Luz, uma reunião entre as partes de forma a definir o esquema de segurança para o clássico do próximo domingo.

"Está tudo tratado. Já delineámos toda a estratégia de segurança para o jogo com o FC Porto e estamos convictos de que tudo irá correr dentro da normalidade", referiu Carlos Colaço.

Confrontado com as intenções acima mencionadas, o responsável pela organização de jogos na Luz recusou tecer comentários.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?