<$BlogRSDUrl$>

terça-feira, julho 13, 2004

Fc Porto - Sede de conquista

Ontem foi o primeiro dia de trabalho do novo FC Porto. Mudou o treinador e com ele entraram reforços com vontade de enriquecer a galeria de notáveis. Hugo Ibarra já chegou, enquanto Luigi del Neri surpreendeu toda a gente com dois treinos à porta fechada. Um arranque a sério

O FC Porto deu ontem o pontapé de saída da época 2004/05, tendo apresentado cinco reforços que há muito estavam anunciados: Pepe, Paulo Assunção, Rossato, Raul Meireles e Areias. Sendo assim, o único que ainda não teve oportunidade de surgir ao lado de Pinto da Costa foi o grego Giourkas Seitaridis, que ainda se encontra em férias. Ricardo Quaresma e Hélder Postiga já tinham sido apresentados na semana passada. Isto para não falar do treinador Luigi del Neri e dos seus adjuntos.

Ainda assim, foi um arranque a meio gás, já que não compareceram os jogadores que estiveram no Euro'2004. Esses têm permissão para se juntarem ao grupo apenas no dia 26, já em pleno estágio na Holanda.

Para começar, o técnico italiano surpreendeu toda a gente com dois treinos à porta fechada, o que representou uma novidade. Além do trabalho físico no relvado, os jogadores portistas efectuaram também os habituais testes médicos, num entra e sai do Centro de Treinos PortoGaia que prendeu a atenção de cerca de meia centena de adeptos que marcou presença no local desde bem cedo.

Ao final da manhã, Pinto da Costa chegou ao auditório com os cinco reforços, sublinhando uma vez mais que o plantel está fechado. Não entra nem sai ninguém. Após mais uma temporada recheada de êxitos, o mínimo que se pode dizer é que os portistas estão com sede de conquista. Os mais antigos não se acomodam aos triunfos e os mais novos querem ganhar um lugar entre os notáveis.

Entre as caras novas, a que mais se destacou foi o ex-maritimista Pepe. O brasileiro vincou a sua alegria por poder representar os dragões, não se esquecendo do teste falhado em Alvalade. "Dou graças a Deus por não ter ficado no Sporting. O FC Porto era o único clube português que conhecia no Brasil e assim posso jogar no clube que sempre quis, desde que em 1994 vi o Branco jogar no Campeonato do Mundo."

Record.pt

This page is powered by Blogger. Isn't yours?